Notícias
04
Dez

MÉDICOS E ENFERMEIRAS PARTICIPAM DE CAPACITAÇÃO SOBRE HANSENÍASE

Avalie este item
(0 votos)

           A Secretaria Municipal de Saúde, através da Vigilância em Saúde, realizou no dia 28 de novembro, Capacitação em Hanseníase, no anfiteatro da Câmara Municipal de Ibiá, para os Médicos e Enfermeiras que atuam na atenção primária.

           A Médica Dermatologista Fernanda Cortez Borges informou que a Hanseníase é uma doença milenar que continua endêmica nos países com baixo índice de desenvolvimento.  O Brasil é o segundo país com a taxa de incidência elevada, perdendo apenas para a Índia. Ela destacou ainda que o controle da Hanseníase, como problema de Saúde Pública, não se deve somente a um grande número de pessoas acometidas por ela, mas ocorrência de deficiências e deformidades em altas proporções e às consequências sociais que desencadeiam.

          Hanseníase é uma doença infectocontagiosa, causada pelo bacilo de Hansen, de evolução lenta, podendo levar de 2 a 10 anos para se manifestar. Os principais sinais e sintomas são lesões na pele como manchas com alteração de sensibilidade e acometimento dos nervos periféricos, principalmente nos olhos, mãos e pés.

          A transmissão se dá pela via respiratória através da tosse, com espirro da pessoa doente, portadora do bacilo de Hansen sem tratamento, contagiando pessoas susceptíveis.

          O comprometimento dos nervos periféricos é a característica principal da doença, dando-lhe um grande potencial para provocar incapacidades físicas que podem, inclusive, evoluir para deformidades. Que acarretam alguns problemas, tais como diminuição da capacidade de trabalho, limitação da vida social e problemas psicológicos. São responsáveis, também, pelo estigma e preconceito contra a doença.

          Quanto mais precocemente diagnosticada e tratada a Hanseníase, mais chances de cura e menos possibilidades de desenvolver incapacidades físicas, de acordo com  a Dra. Fernanda Cortez.

          Sendo assim, os profissionais de saúde, Médicos e Enfermeiras, têm um papel muito importante na identificação desses pacientes. Por isso, a importância da capacitação destes Profissionais.

Última modificação em Segunda, 04 Dezembro 2017 15:56

Mais lidas